_ Home | Fale Conosco | Credencie sua Clínica | Raças | Mister News____
Clique aqui e conheça mais sobre a Mister Saúde AnimalClique aqui e conheça nossos Planos de Saúde para AnimaisClique aqui e conheça os nossos diferenciaisClique aqui e conheça a nossa rede credenciadaClique aqui para aderir ao Plano de Saúde Animal Mister
 


 

Se você é nosso associado, clique aqui

* Mister Ambulatorial
* Mister Standard
* Mister Executivo
* Mister Plus

Nome:
Email:
Cidade:

Clique aqui e indique esta página a um(a) amigo(a)

Curiosidades, Leis e Outros Assuntos - Cachorro pode ser gay?

Artigo do Focinhos Online

Macho com macho. Saiba qual é a verdade da sexualidade canina e o que fazer se o seu cachorro sempre chega junto de outro do mesmo sexo.
Um amigo dizia para o outro: " Semana passada fiquei com a pulga atrás da orelha, sem saber bem o que fazer. Vi meu cachorro tentando montar em outro. Detalhe da história: os dois são machos. Será que o bicho é gay?
A preocupação do nosso amigo aí de cima não deixa de ter fundamento. Afinal, quem tem cachorro já viu uma cena como esta: dois machos "querendo" transar. Será que dá para concluir que esses bichinhos são gays? Para o carioca Bruno Tausz, que é etólogo (profissional que estuda o comportamento animal), não existe nada estranho nessa aproximação de dois machos: " O único animal que pratica sexo com o objetivo de sentir prazer é o homem. No caso dos animais, o fator fundamental para haver o acasalamento é o cio. Se não tiver o cio, não há cruzamento", explica Bruno Tausz.
Mas então por que um macho procura o outro? César Ades, etólogo e professor de Psicologia da USP, dá algumas pistas que podem ajudar a compreender este comportamento:
Gente transa de um jeito. Bicho, de outro. Sexo com gente é uma questão de preferência. A gente escolhe quem atrai, quem a gente acha que vai nos dar prazer. No caso dos bichos, não é assim. O sexo é uma questão de cruzamento, reprodução. Não de prazer físico ou psicológico.
Cadelas também procuram cadelas: houve uma experiência na qual cadelas receberam doses de hormônios e chegaram a procurar outras cadelas para cruzar. Isso prova, mais uma vez, que o sexo entre animais é movido apenas pela química física, pelo cheiro, e hormônios.
O cheiro é definitivo: quando a cadela está no cio, exala um odor, conhecido como feromônio. É isso que atrai a atenção do macho para procurá-la na hora do acasalamento. Ai é, com certeza, um cruzamento entre animais. É uma lei da natureza.
Para finalizar, César Ades esclarece que, numa relação entre dois machos, o que mais está presente é o poder. E poder não é sexo, mas sim uma demonstração de força. Quando um macho tenta montar em outro, na maioria das vezes está querendo demonstrar seu poder. Ele quer deixar claro quem é que manda por ali, quem domina determinando território. Então monta sobre outro não para acasalar, mas para demonstrar que é mais forte e pode mais.
Como você deve agir
Antes de achar engraçado ou levantar polêmicas sobre a sexualidade de seu pet, o dono deve agir rapidamente. Já que as primeiras manifestações desse comportamento em cães, segundo o etólogo Tausz, começam por volta dos 6 meses de idade e costuma se estender até a adolescência, quando o animal tiver 1 ano e meio. "Se o cão começar a insistir em montar outro macho, o dono deve simplesmente ignorar. É o mesmo caso daquele cachorro que fica agarrando as pernas das visitas com intenções sexuais ou daquele que pega o chinelo e sai mastigando, lembra o especialista em adestramento.
Para evitar o assédio do cão a outro do mesmo sexo, repreenda sem violência, mas com atitudes que façam o bicho lembrar que um grito e um gesto significam que aquela ação não pode se repetir mais."

 

Clique aqui para voltar
               

Clique aqui e conheça mais sobre a Mister Saúde AnimalClique aqui e conheça nossos Planos de Saúde para AnimaisClique aqui e conheça os nossos diferenciaisClique aqui e conheça a nossa rede credenciadaClique aqui para aderir ao Plano de Saúde Animal Mister
© MISTER SAÚDE ANIMAL - Planos de Saúde Animal para Cães e Gatos. Todos os direitos reservados.