_ Home | Fale Conosco | Credencie sua Clínica | Raças | Mister News____
Clique aqui e conheça mais sobre a Mister Saúde AnimalClique aqui e conheça nossos Planos de Saúde para AnimaisClique aqui e conheça os nossos diferenciaisClique aqui e conheça a nossa rede credenciadaClique aqui para aderir ao Plano de Saúde Animal Mister
 


 

Se você é nosso associado, clique aqui

* Mister Ambulatorial
* Mister Standard
* Mister Executivo
* Mister Plus

Nome:
Email:
Cidade:

Clique aqui e indique esta página a um(a) amigo(a)

Saúde dos Cães - Testículo Ectópico em Cães ou Criptorquidismo

Seu cãozinho de estimação possui os dois testículos dentro da bolsa escrotal? Caso não os encontre, cuidado, pois seu animal pode ser um animal criptorquídico. O criptorquidismo, também conhecido como testículo ectópico (este termo, devido à localização anormal do testículo), é uma falha congênita de um ou ambos os testículos em descer para dentro da bolsa escrotal, anomalia muito comum em cães. São mais comuns os casos unilaterais, ou seja, aqueles em que apenas um testículo não sofre o desenvolvimento normal. Quando o problema é observado nos dois testículos, é denominado de criptorquidismo bilateral.
Quando o cão nasce, os testículos ainda permanecem dentro do abdômen. Eles devem descer naturalmente para a bolsa escrotal, junto com o crescimento do animal, mais ou menos até o primeiro mês de vida. Ás vezes, esse tempo pode ser superior, porém, há pouca esperança de uma descida testicular normal após dois meses de idade.

Os cães criptorquídicos apresentam maiores chances de desenvolverem tumores testiculares (câncer de testículo) no testículo ectópico (aquele que não descseu até a bolsa), do que os animais normais. Os tumores mais encontrados nestes casos são os seminomas e os sertolinomas. Há estudos que comprovam que a incidência de tumores aumenta cerca de 14 vezes em cães criptorquídicos em comparação aos cães sadios. Além disso, os tumores testiculares podem ocorrer mais precocemente nos pacientes com o problema, do que em animais sadios, ou seja, antes dos dez anos de idade.

Mesmo o animal sendo criptorquídico unilateral, ele consegue produzir espermatozóides normalmente, ou seja, seu cãozinho pode conseguir se procriar sem nenhuma dificuldade. Porém, como é um problema congênito, ou seja, um problema que pode ser transmitido aos filhotes descendentes, deve-se evitar a procriação destes animais. O cão com o problema bilateral, geralmente é estéril.
Muitas vezes, o testículo ectópico pode levar à torção do cordão espermático, levando a dor abdominal no cão.
Quando o problema é confirmado pelo veterinário,

é indicada a realização de ultrassonografia abdominal, para se localizar tal testículo ectópico e conferir seu tamanho. O testículo que se encontra fora da bolsa escrotal, é freqüentemente menor e mais macio em comparação ao que se encontra no local anatômico normal. O testículo ectópico geralmente se encontra próximo à bexiga, ou na entrada do canal inguinal, dentro do abdômen.
Caso o animal apresente o problema, é preciso realizar o tratamento cirúrgico do paciente. A indicação é a realização de uma castração do animal, como também uma cirurgia exploratória do abdômen (laparotomia exploratória), para primeiro se localizar o testículo ectópico não palpável e posterior retirada do mesmo.
Muitas vezes, o problema passa desapercebido pelo dono do cão, gerando tumores cujo tratamento é mais complexo e traz riscos ao paciente. Por tudo isto, é importante você observar qualquer anormalidade nos testículos de seu cão jovem, evitando a aquisição de tais animais e retirando-os da procriação para evitar descendentes com o mesmo problema.

 

Clique aqui para voltar
               

Clique aqui e conheça mais sobre a Mister Saúde AnimalClique aqui e conheça nossos Planos de Saúde para AnimaisClique aqui e conheça os nossos diferenciaisClique aqui e conheça a nossa rede credenciadaClique aqui para aderir ao Plano de Saúde Animal Mister
© MISTER SAÚDE ANIMAL - Planos de Saúde Animal para Cães e Gatos. Todos os direitos reservados.